Synthetic Paper – Acabamento

Acabamento

O Synthetic Paper pode ser facilmente manuseado, ótimo para finalizações com perfuração, costura, grampos, dobras, verniz e muito mais. As possibilidades são ilimitadas, e ele continuará mantendo sua suavidade no revestimento e opacidade.

FINALIZAÇÃO
Todos os cantos internos devem ser radiais, uma vez que o corte reduzirá a resistência inicial à rasgos do material. As ferramentas de corte devem estar afiadas para garantir um corte perfeito.

GUILHOTINA
As lâminas devem estar afiadas e, devido à compressibilidade do material, deve ser aplicada uma baixa pressão.

MÁQUINA DE CORTE
Recomendamos o uso de réguas de aço. Todos os cantos internos devem ser radiais. Onde um ponto de retenção é necessário, recomendamos que este seja o menor possível para evitar chances de um rasgo.

PERFURAÇÃO
Utilize ferramentas afiadas e limpas. É importante que a perfuração seja realizada rapidamente para que não haja geração de calor, ocasionando na fusão das bordas do material. Para perfuração em cantos, a abertura deve ser grande com nós curtos. Sempre teste as perfurações e certifique-se de que a perfuração está atravessando o material.

DOBRAS
Podem-se utilizar máquinas normais de dobragem de folhas. Incisões não são necessárias em dobras de até 16 páginas com peso de 75g/m² ou 90g/m², mas são recomendadas para gramaturas maiores.

ESTAMPAGEM
Para melhores resultados mantenha a temperatura o menor que puder.

COSTURA
O material pode ser costurado facilmente.

COLA
Para melhores resultados utilize cola quente (algumas fitas à base de solventes ou água também funcionam bem).